CPVI - Centro de Pesquisa da Visão Integrativa

Tel: (11) 3256 3368

E-mail: cpvi@cpvi.com.br

Domingo, 21 de Outubro de 2018 - Boa noite!

Blog

mar
29

dez
16

O Sol, o mar e a diversão no verão

por Dr. Laércio | Categoria: Diversos

Ter cuidados com a pele e olhos é importante para aproveitar tudo o que a viagem pode oferecer e evitar a subida da serra antes da hora

Um mês, sete dias ou um fim de semana. Com certeza, muita gente planeja o que fazer para aproveitar ao máximo o tempo de folga concedido nas escolas e empresas neste final de ano, sendo a praia o destino mais sonhado para descansar. Independentemente do tempo que será passado no litoral, alguns cuidados simples com a saúde podem evitar que a subida da serra aconteça antes do previsto e a estada longe do estresse da cidade seja mais prazerosa.

O dermatologista Agnaldo Mirandez, diz que o hábito comum de permanecer muito tempo com o mesmo traje de banho molhado é prejucial para a saúde da pele, pois isso favorece a proliferação de fungos que causam micoses e, em menor escala, infecções bacterianas. Segundo o médico, os tecidos sintéticos dos biquínis favorecem o quadro, pois não absorvem bem o suor e demoram a secar.

Além disso, a combinação de tecidos sintéticos apertados com a salinidade do mar e a areia podem causar assaduras. “Não há nenhuma medida para evitar esses problemas além da muda de roupa”. diz. No entanto, tomar duchas de água doce ao longo do dia ajuda a remover resíduos abrasivos que poderiam irritar a pele.

A estagiária Rosana Carneiro procura seguir essa recomendação. Quando viaja, leva seis biquínis para trocar sempre que toma um banho de mar. “Assim que chego em casa, troco a roupa para poder sair de novo e lavo a peça que usei no dia. Consigo evitar micoses desse jeito”, afirma. Para ir à praia, ela sempre usa bloqueador solar 30 e garante jamais ter enfrentado problemas com queimaduras de pele.

Proteção – Mesmo quem tem a pele mais escura deve usar um filtro solar com fator de proteção solar de, no mínimo, 20. O produto deve ser aplicado meia hora antes da exposição ao sol e reaplicado ao longo do dia. Para as crianças, o melhor é usar produtos específicos para o público infantil, pois a pele delas é mais sensível e a formulação dos produtos costuma ter fator de proteção mais elevado.

No mercado, podemos encontrar bloqueadores e protetores. Os óleos bronzeadores, bastante usados por quem procura ganhar uma cor em pouco tempo, são contraindicados: “Eles potencializam a ação da radiação solar e deixam a pele desprotegida, podendo provocar queimaduras e manchas na pele”, declara Mirandez. Ele explica que é melhor evitar banhos de sol no período das 10h às 16h e afirma que não há um tempo ideal de exposição  para evitar complicações, pois isso varia de acordo com a sensibilidade de cada pessoa ao sol. Depois de conquistar um bronzeado de forma saudável, dá para manter a cor consumindo alimentos ricos em betacaroteno, como cenoura, tomate, abóbora, rúcula, batata doce e brócolis.

Queimaduras – Para quem ficou com ardência e vermelhidão na pele depois de esquecer de passar protetor ou passando tempo demais tomando sol, o dermatologista recomenda banho de água fria, compressas de maizena e loções hidratantes calmantes para a pele. “Se a pessoa estiver sentindo dor deve tomar uma aspirina para aliviar, mas se a dor persistir, é melhor procurar um médico para receber medicação adequada”, ensina o dermatologista. Porém, quanto mais essa situação se repetir, maiores as chances de se desenvolver um câncer de pele no futuro.

dez
16

Segundo o oftalmologista Laércio Motoryn, do Centro de Pesquisa da Visão Integrativa, os olhos podem ficar mais sensíveis quando expostos a piscinas onde a água tem muito cloro ou com o sal do mar. Caso perceba que os olhos estão ficando vermelhos ou coçando, o ideal é lavá-los com água filtrada ou fazer compressas com soro fisiológico gelado.

Os óculos escuros são recomendados quando há muita exposição ao sol, pois a ação dos raios ultravioletas causa inflamações córneas, degeneração da retina e aumento de catarata. Ele chama a atenção para a importância de se comprar óculos com película de proteção contra raios UVA e UVB, pois, caso contrário, os óculos podem até causar danos à saúde. “As lentes escuras fazem com que a pupila se abra e receba com maior intensidade os raios solares, talvez deixando a pessoa mais suscetível a doenças do que se estivesse sem óculos” afirma Motoryn. Portanto, ao comprar um óculos é preciso pedir uma certificação sobre a existência da película e comprar o produto em óticas confiáveis.

Genética – Quem tem olhos claros sofre mais com os efeitos do sol e, se não proteger a vista adequadamente, pode adquirir mais sensibilidade à luz com o tempo. No entanto, o oftalmologista não aconselha usar óculos o tempo todo. “A pessoa desenvolve uma fotofobia e não tolera qualquer exposição à luz”, declara.

Ele declara que para saber qual a tolerância à luz, basta observar por quanto tempo é possível ficar em um ambiente ensolarado sem começar a franzir os olhos e forçar a vista para enxergar.

nov
30

Olho bom

por Dr. Laércio | Categoria: Diversos

A nova faxineira era impecável. Esse era o seu problema. Ela era demasiadamente impecável. Não que ela pudesse ser culpada; ela fora contratada para limpar o chão do escritório, e apenas cumpria com o seu dever. Contudo, ela o fazia constantemente. Quantas vezes ao dia o piso de um escritório precisa de limpeza? Era feito de um material que requer uma boa limpeza, uma lavagem extensiva e uma boa passada de cera. A faxineira simplesmente não sabia parar. Limpava o piso do escritório constantemente, entre as frestas e debaixo das portas, varrendo e enxaguando cada vez mais e mais e mais. Se apenas reservasse o serviço ao horário noturno, quando o local se encontra deserto, ninguém jamais reclamaria. Todavia, durante o dia! horário em que todos se encontram no trabalho, entre as confusões inerentes ao horário de pico, lá estava ela com seu rodo inconveniente, atrapalhando os caminhos, causando tropeções – Cuidado com o pé! Mova sua cadeira! – o que era simplesmente impraticável. Ao menos, poderiam criar um sistema onde o piso seria lavado com eficiência, silenciosa e regularmente sem que ninguém fosse incomodado. “Ao menos se” – não estamos ainda em fase de Utopia, e coisas como tal não parecem não ser tão possíveis.

Esperem! Um sistema foi criado! Dizem que esse sistema de limpeza automática removerá pó e sujeira, enquanto ao mesmo tempo espalhará líquidos anti-sépticos por toda a superfície do piso, usando somente um aparato de limpeza. A limpeza impecável de toda a área é garantida, sem germes, e – o mais incrível de tudo – toda a área será completamente limpa a cada cinco segundos. Antes que se reclame que limpeza tão freqüente (doze vezes a cada minuto!) será completamente nociva, é dito que há uma garantia estrita de que ninguém jamais sentirá a limpeza enquanto é feita. Ocorrerá sempre, vinte e quatro horas diárias, sem que ninguém perceba.

Você acredita que exista um sistema assim? Por mais estranho que possa parecer, isto ocorre agora, mesmo enquanto você lê esta frase. A superfície do olho deve ser mantida sempre úmida e limpa. Acima de cada olho há uma pequena fábrica chamada “glândula de lágrimas”, produzindo um fluído magnífico em que se contém um exterminador de germes. A cada piscadela este líquido se espalha pela superfície do olho através das pálpebras, que por sua vez, funcionam como pára-brisas. Silenciosa e eficientemente, sem qualquer esforço consciente, a área da superfície é mantida livre de germes, úmida e limpa. Tudo é feito com tamanha leveza que o ofício do olho não é interferido de modo algum. Piscamos e piscamos, sem nem mesmo um pensamento – é o sistema de limpeza mais eficiente já criado (…)

Clique aqui para ler o texto completo

nov
10

Espiritualidade

por Dr. Laércio | Categoria: Espiritualidade

A criatura mais fácil de ser analisada para chegar à conclusão de que foi D´us quem criou o mundo é o homem. Sobre isso, consta no livro de Jó a seguinte passagem: “Da minha carne eu vejo D`us.

Se pararmos um pouco para pensar no objetivo de cada órgão do corpo humano, e o motivo de cada órgão ser criado da forma que ele é, perceberemos claramente que houve um planejamento inteligente e detalhado para que vivêssemos da melhor forma possível. Analisemos superficialmente alguns exemplos disso:

Os olhos foram feitos para enxergar, e a visão é nosso principal sentido. É impossível imaginar como seria a vida sem os olhos, sempre na escuridão.

Ao redor dos olhos estão os cílios, protegendo da poeira e fumaça. Os peixes, que vivem na água e não precisam dessa proteção, nem têm cílios.

As mãos foram feitas para pegar ou dar, para realizar todo tipo de atividades complexas do dia a dia. Com os dedos o homem pode escrever, esculpir, costurar e fazer muitos outros trabalhos que seriam impossíveis sem eles. Os animais, que não precisam fazer todos esses trabalhos, não possuem dedos tão desenvolvidos.

As pernas foram feitas para andar e passear sobre a terra e sem elas o homem não sairia do lugar. Do joelho para baixo elas são mais finas, para não pesar demais dos milhares de passos que o homem dá todo dia. Do joelho para cima são mais grossas, para poder sustentar o corpo (…)

Clique aqui para ler o texto completo

out
30

Quem sou eu

por Dr. Laércio | Categoria: Oftalmologia Integrativa

Laercio Motoryn | médico oftamologista homeopataOftalmologista em São Paulo há trinta anos, o Dr. Laércio Motoryn é um dos profissionais da visão que acrescenta à permanente atualização profissional, o atendimento que vai além de óculos e lentes. Em entrevista o médico revela suas preocupações humanistas e a necessidade de praticar medicina holística e integrativa.

“Por detrás das queixas há um ser humano que clama por ajuda, compreensão e entendimento de como lidar com a doença, apreensões e medos”. A frase do Dr. Laércio Motoryn define a preocupação do profissional na prática de uma visão holística do paciente com problemas visuais e foi essa abordagem que o levou a estudar métodos naturais de prevenção em sua área. Esta é a razão porque pesquisadores como Bates e Meir Schneider merecem ser estudados e aprofundados de modo que pacientes possam ser beneficiados por estas práticas.

Saiba mais sobre o profissional